terça-feira, julho 11, 2017

Vale a pena o amor

Quando, como eu e o Pinko, não nos lembramos sequer de celebrar um aniversário... Nem temos uma música... Porque o mundo não existia quando nos apaixonámos nem calendários.  
Soube de outro casal assim, vale a pena amar assim. 




Sou uma força da natureza, não tentes destruir - me...

2 comentários:

Odeio as almas estreitas, sem bálsamo e sem veneno, feitas sem nada de bondade e sem nada de maldade. Nietzsche
Debita aqui algum bálsamo.