quarta-feira, agosto 09, 2017

Não faças nada

Não faças nada, não toques em nada .Em nada te transformes, tenho medo que adores o negro da solidão, os pensamentos mórbidos e teria ainda mais pena se te adorassem por isso. Espera que eu chegue. Uma simples mortal, que , contigo te dará um sorriso e te fará gemer de prazer, sorrir de divertimento e ninguém mais importa. Espera sentir o meu toque, o meu cheiro, o meu gemido perto do teu ouvido, apertar o teu troco contra mim e dizer-te que és a a única maravilha que conheço.



Sou uma força da natureza, não tentes destruir - me...

Sem comentários:

Enviar um comentário

Odeio as almas estreitas, sem bálsamo e sem veneno, feitas sem nada de bondade e sem nada de maldade. Nietzsche
Debita aqui algum bálsamo.